Conselheiro tutelar de Primavera que não tomou vacina contra Covid-19 é afastado pela Justiça

Foto: Leonardo Vasconcelos

Nielson Santos

Acatando a solicitação do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), a Justiça determinou o afastamento de um conselheiro tutelar por não tomar vacina contra Covid-19, na cidade de Primavera, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. A determinação do afastamento foi assinada pela juíza Izabel Oliveira, das comarcas de Primavera e Amaraji.

A ação expedida pela Justiça estabelece o afastamento do agente público até o encerramento da pandemia ou até que ele comprove que está com o esquema vacinal completo. A Justiça deu um prazo de 15 dias para a defesa do conselheiro, identificado como Daniel Rodrigues dos Santos.

Ainda na decisão, a Justiça ressaltou que a tutela de urgência busca evitar que o conselheiro não vacinado represente risco de contágio de crianças, idosos e demais funcionários do órgão. Também foi determinada a convocação de um suplente para assumir a função do agente público.

0 Comentários

header ads
header ads
header ads