Governo Federal repassou mais de R$ 26 milhões após chuvas em PE. Veja a lista!


 Pouco mais de um mês após o presidente Jair Bolsonaro (PL) visitar Pernambuco e prometer socorrer cidades atingidas pelas fortes chuvas no estado, o governo federal liberou cerca de R$ 26,1 milhão para os municípios.

No dia 30 de maio, Bolsonaro afirmou que havia R$ 1 bilhão disponível para ser solicitado pelas prefeituras, em todo o país, em ações de Defesa Civil. O recurso enviado para Pernambuco até agora representa 2,6% desse valor.

Até segunda (4), o governo estadual havia liberado 112.362.514,12 para 74.907 famílias cadastradas para receber o auxílio emergencial das chuvas. Dos 31 municípios prejudicados, 23 tinham sido contemplados, segundo o estado.

As fortes chuvas que atingiram Pernambuco, desde o final de maio, deixaram 132 mortes. Mais de 71 mil pessoas ficaram desalojadas ou desabrigadas.

A promessa de Bolsonaro ocorreu no dia em que ele esteve em Pernambuco acompanhado de vários ministros. O presidente sobrevoou locais onde houve deslizamentos de barreiras. No dia, ele anunciou a liberação de recursos para o município de Jaboatão dos Guararapes.

Desde então, 18 cidades foram beneficiadas: Jaboatão dos Guararapes, Timbaúba, Paulista, Olinda, Paudalho, Goiana, Camaragibe, Sirinhaém, Igarassu, São Vicente Ferrer, Cabo de Santo Agostinho, Limoeiro, Macaparana, Moreno, Vicência, Nazaré da Mata, Aliança e São José da Coroa Grande.

Jaboatão foi o município mais beneficiado. Recebeu R$ 8 milhões; o equivalente a 30% de todos os recursos repassados pela União até agora. A cidade foi uma das mais destruídas pelas chuvas.

Depois de Jaboatão, as cidades que mais receberam recursos foram Timbaúba (R$ 2,2 milhões); Paulista (R$ 2,1 milhões) e Olinda (R$ 1,6 milhão). A capital, Recife, ainda não recebeu nenhum repasse. Procurada, pelo portal g1 a prefeitura do Recife explicou que solicitou R$ 574 milhões ao governo federal para serem usados em áreas de risco.

Desses, R$ 300 milhões seriam usados para obras de contenção de encostas, requalificação de escadaria e construção de muros de arrimo. Outros R$ 200 milhões seriam destinados para a construção de habitacionais.

Os R$ 74 milhões restantes seriam as sobras de um convênio celebrado entre a prefeitura e a União em 2012, através do PAC Encosta. O valor total do convênio era de R$ 150 milhões. Desde o início do ano, o Recife diz ter recebido apenas R$ 806 mil da União a título de assistência social; dinheiro que foi recebido antes do período de chuvas.

“No momento, a Prefeitura do Recife atua junto à Caixa Econômica Federal para garantir que os recursos do FGTS cheguem às famílias que não possuem perfil para recebimento do Auxílio Municipal e Estadual, mas que foram afetadas”, disse ainda o município.

Confira quanto cada cidade recebeu:

Jaboatão dos Guararapes: R$ 8.019.105,62
Timbaúba: R$ 2.263.664,47
Paulista: R$ 2.177.950,00
Olinda: R$ 1.678.176,40
Paudalho: R$ 1.471.600,00
Goiana: R$ 1.402.400,00
Camaragibe: R$ 1.386.517,50
Sirinhaém: R$ 1.259.280,00
Igarassu: R$ 1.191.717,29
São Vicente Ferrer: R$ 1.051.125,00
Cabo de Santo Agostinho: R$ 900.000,00
Limoeiro: R$ 881.414,00
Macaparana: R$ 794.625,00
Moreno: R$ 671.434,00
Vicência: R$ 265.922,85
Nazaré da Mata: R$ 261.184,00
Aliança: R$ 254.960,00
São José da Coroa Grande: R$ 226.728,00

g1

0 Comentários

header ads
header ads header ads