Deputada Marília Arraes decide deixar o PT


Nilson Klava
  deputada federal Marília Arraes (PE) decidiu deixar o PT e já mantém conversações avançadas para ingressar no Solidariedade.

Marília Arraes trabalha com duas possibilidades: a mais provável é uma candidatura ao Senado na chapa da prefeita de Caruaru, Raquel Lyra, pré-candidata do PSDB ao governo, ou, se conseguir uma aliança mais ampla, uma possível candidatura ao governo do estado.

Ela começou a pensar em deixar o PT ao constatar que não seria o nome do partido para concorrer ao Senado. A informação havia sido antecipada mais cedo, pela colunista Mônica Bergamo, da "Folha de S.Paulo".

O PT deverá indicar um candidato a senador na chapa do deputado federal Danilo Cabral, pré-candidato do PSB ao governo estadual. Em nome de uma composição com o PSB, o senador Humberto Costa (PT-PE) abriu mão da candidatura ao governo a fim de apoiar Cabral, indicado pelo governador Paulo Câmara (PSB).

Apesar do espaço do PT na chapa, Marília Arraes foi preterida. Ela não tem boa relação com Humberto Costa, que comanda o PT no estado. Nos bastidores, Costa demonstrou preferência pelo deputado federal Carlos Veras (PT-PE).

Marília Arraes também teria dificuldades de apoiar e receber apoio do PSB, partido contra o qual ela concorreu, em disputa acirrada, à Prefeitura de Recife, em 2020. Com diferentes partidos ( PSD, Republicanos, Progressistas, PCdoB e PDT) pleiteando a candidatura ao Senado na chapa governista, o impasse continua.

Entre os aliados do governo pernambucano, cresce a aposta de que, diante dessa indefinição, o governador Paulo Câmara, do PSB, seja o único candidato capaz de unir o grupo governista.

0 Comentários

header ads
header ads
header ads