Câmara de vereadores de Gravatá é denunciada por Despesa Total de Pessoal em mais de R$ 6,8 milhões

Léo do Ar, atual presidente da câmara / Foto: Reprodução

Wanderson Pontes 
 A Câmara Municipal de Gravatá foi denunciada na quinta-feira, 10 de fevereiro, no Ministério Público Estadual de Contas do Estado de Pernambuco (MPCO), sob o protocolo GEPR N° 119/22, onde denunciam que vereadores aprovaram projeto de lei, autorizado a criação de dezoito cargos comissionados (CC- 01), em desacordo e desobediência ao que determina a Lei Federal.

As irregularidades foram apontadas pela Delegada Patrícia Domingos que foi responsável por 49 prisões de políticos, de funcionários públicos e empresários que participavam de esquema corrupto que as autoridades mantinham no Estado, dos radialistas Ângelo Marcio e José Fábio e de Rodolfo Silva.

Um relatório de Gestão Fiscal da Câmara de Vereadores de Gravatá no Período de referência 3º quadrimestre do exercício: 2021, publicado no Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (SICONFI), aponta a Despesa Total com Pessoal (DTP), da ordem de R$ 6.893.886,72 (seis milhões oitocentos e noventa e três mil oitocentos e oitenta e seis reais e setenta e dois centavos), despesa extremamente excessiva para uma Câmara do tamanho da de Gravatá/PE, cujos cargos são ocupados em sua maioria absoluta, 99%, em comissão. Note-se a disparidade da despesa com pessoal inativo e pensionista, da ordem apenas de R$ 39.600,00 (trinta e nove mil e seiscentos reais), demonstrando a pequena parcela de funcionários efetivos que estiveram na ativa na Câmara Municipal de Gravatá.

Curiosamente, o último Concurso realizado pela Câmara Municipal de Vereadores, na gestão de Léo do Ar, foi no ano de 2019, para o provimento de 96 (noventa e seis) cargos, sendo apenas 16 (dezesseis), quantidade inferior aos cargos em comissão criados pela Lei Municipal nº 3856/2021, que foram 18 (dezoito), para convocação imediata, e, 80 (oitenta) para cadastro de reserva, ou seja, o Sr. Presidente declarou que, a Casa, só precisava de 16 (dezesseis) funcionários de imediato.

As informações foram apresentadas nas redes sociais da delegada Patrícia Domingos.

0 Comentários

header ads
header ads
header ads