Primavera: Quebra da aliança entre Rômulo e Galego, favorece a prefeita Dayse


A prefeita da cidade de Primavera, Dayse Juliana (PDT), que deverá concorrer a reeleição em outubro deste ano, segue com larga vantagem e favoritismo para conquistar seu segundo mandato a frente da prefeitura. Salários em dia, obras de requalificação, ampliação e manutenção dos serviços públicos básicos, promoção de eventos artísticos fazendo a economia local girar, e sua alta popularidade, são as somas perfeitas para emplacar seu segundo mandato.

Para sua vantagem se ampliar ainda mais, a oposição que deveria trabalhar pela unificação das forças para lutar em patamar de igualdade pelo controle da gestão municipal, tem dado sinais de que as duas principais forças não deverão estar juntas como combinado em 2019. O acordo envolvia a união de Jadeildo Filho e dos ex-prefeitos Rômulo César e Galego do Gás.

De acordo com informações que circulam nos grupos de Whatsapp e nas redes sociais, a aliança entre a oposição foi desmanchada nesta semana, e a informação é que Jadeildo desistiu da candidatura, já Rômulo deverá ser candidato a prefeito, sem o apoio do ex-prefeito Galego do Gás, fragmentando as forças oposicionistas e alargando a vantagem da prefeita Dayse Juliana.

De acordo com o ex-prefeito Galego do Gás até o dia 30/01 será resolvida a posição que seu grupo tomará, e sobre quem será o nome na disputa pela prefeitura.

“Meu filho Jadeildo resolveu desistir de ser candidato, e não há confiabilidade em apoiar Rômulo, o acordo foi que se ele não pudesse ser candidato apoiaria Jadeildo, dessa forma não há aliança, se ele quiser colocar uma pessoa dele como vice aceitamos” destacou o ex-prefeito Galego do Gás.

Quem sai na vantagem com esse desentendimento político sobre a composição da chapa oposicionista, é a prefeita Dayse Juliana que aparece como favorita para ocupar pelos próximos quatro anos a cadeira de prefeito de Primavera.

Blog do Sanchilis
header ads
header ads header ads