Morre em Paulista, aos 115 anos, um dos homens mais velhos de Pernambuco


Diário de Pernambuco
- Com uma longa trajetória de superação, faleceu, neste domingo (11), aos 115 anos, vítima do agravamento de problemas respiratórios, o aposentado Antônio Manoel da Silva. Ele ficou conhecido, recentemente, como o homem mais velho de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, ao receber a imunização contra a Covid-19. No último dia 23 de março, o Diario contou um pouco da história do idoso, residente em Maranguape II, que esbanjava alegria e fazia planos para o futuro. O sepultamento acontece, no fim da tarde, no Cemitério do Guadalupe, em Olinda.

“O prazer que eu tenho na vida é tomar essa vacina. Minha saúde está toda boa, não sinto nada, e como o que aparecer: batata, jerimum.  Não tem segredo, estou satisfeito”, contou à reportagem, à época. Seu Antônio teve 23 filhos e era casado, há 40 anos, com dona Josefa Guilhermina, de 72 anos, que amargou os dias em que o companheiro esteve hospitalizado. Ao longo da vida, ele trabalhou por muito tempo como carroceiro para alimentar e sustentar a família grande.

A Prefeitura do Paulista divulgou uma nota de pesar pela morte do cidadão centenário: “É com profundo pesar que lamentamos o falecimento de Seu Antônio Manoel da Silva, aos incríveis 115 anos de idade. Ele honrou sua missão aqui na terra com maestria, nos trazendo ensinamentos que jamais serão esquecidos. Agradecemos todos os ensinamentos que ficarão marcados para sempre em nossa memória. Manifestamos também nossa consternação e prestamos nossas condolências aos familiares amigos, pedindo que todos sejam confortados nesse momento de dor.


0 Comentários

header ads
header ads header ads