‘Segundo turno será entre PT e PSDB’, diz Lula a jornal

Leonardo Banassatto / Reuters

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) afirmou que o segundo turno das eleições 2018 deve, mais uma vez, ser entre PT e PSDB. “Pela direita, ninguém será presidente sem o apoio dos tucanos. Pela esquerda, ninguém será presidente sem o PT”, disse o petista em entrevista à jornalista Monica Bergamo, da Folha de S.Paulo, publicada nesta quinta-feira (1º).

Lula, entretanto, não abre mão de estar na disputa. “Eu vou brigar até ganhar. E só vou aventar a possibilidade de outra candidatura quando for confirmado definitivamente que não sou candidato”, disse, acrescentando que seu partido poderá discutir alternativas ao seu nome “no momento certo”.

O ex-presidente também indicou haver uma conspiração por trás da operação Lava Jato. “Estou convencido de que os americanos estão por trás de tudo o que está acontecendo na Petrobras. Porque interessa para eles o fim da lei que
regula o petróleo, o fim da lei que regula a partilha.”

O petista repetiu as críticas ao juiz federal Sergio Moro, que o condenou no caso do tríplex no Guarujá, e aos desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4ª Região que confirmaram a sentença, assim como ao Ministério Público Federal e à Polícia Federal, dizendo ter sido alvo de uma mentira.

“Então o que eu espero? Que o Supremo Tribunal Federal analise o processo, veja os depoimentos, as provas e tome uma decisão. Por isso tenho a crença de que vou ser candidato”, disse o petista. “Tenho certeza de que vou ser absolvido e de que não vou ser preso”, afirmou.

Ao comentar as acusações de Antonio Palocci (Fazenda), que apontou haver um “pacto de sangue” entre Lula e a empreiteira Odebrecht, o petista agora afirma que seu ex-ministro pretende fazer delação para ficar com parte do dinheiro que recebeu ilicitamente — antes Lula afirmava que Palocci, preso, tentava conseguir sua liberdade.

“Se fosse só por liberdade o [ex-tesoureiro do PT João] Vaccari não tinha feito a carta que fez nesta semana [inocentando Lula no caso do tríplex]. Porque é o cara que está preso há mais tempo. E está demonstrando que caráter e dignidade não são compráveis.”

Lula também afirmou ao jornal que considera que o presidente Michel Temer derrubou uma tentativa de golpe contra ele articulada pela TV Globo com participação do ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot e o empresário Joesley Batista.

“É importante ter em conta que o Temer teve uma vitória quando derrubou o golpe que a TV Globo, o Janot e o Joesley tentaram dar nele. Aquele golpe tinha como pressuposto básico o Temer cair, o Rodrigo Maia assumir a Presidência e o Janot ter um terceiro mandato (na PGR)”, afirmou.

Veja

0 Comentários

header ads
header ads
header ads