OPINIÃO: Eleição de Gravatá polarizada entre Joaquim Neto do PSDB e João Paulo do PSB


O quadro eleitoral da cidade de Gravatá está dividido entre as candidaturas da situação e da oposição. É o Azul que continua o mesmo e o Vermelho que esse ano vem travestido do  amarelo do PSB.

O PSDB continua com o seu azul e representa a oposição, enquanto o PSB de amarelo, representa o governo Paulo Câmara e a intervenção de Gravatá. A polarização não deixou espaços para uma terceira via que nessa eleição vem representada pelo candidato do senador Armando Monteiro, Edval Darita.

Ora se o ex prefeito Bruno Martiniano não assumir  prefeitura como anda se falando pela cidade e se Joaquim Neto mantiver a sua candidatura então a campanha voltará a ser disputada mais uma vez entre as duas chapas principais a de Joaquim e a de João Paulo.

Essa é um tendência já tradicional da cidade de Gravatá e para confirmar é só observarmos as últimas eleições. Para muitos,  Darita perdeu o timming ao não assumir uma postura firme de  oposição desde que deixou o seu aliado e prefeito afastado do PTB, Bruno Martiniano.

Como não existe política sem vítimas o candidato Darita enfrentará enormes dificuldades para combater com força no meio do tiroteio em que se colocou quando deixou a campanha ficar polarizada entre Joaquim Neto e João Paulo.

Tomás de Aquino
Jornalista
header ads
header ads
header ads